Os frutos do mar são uma das iguarias mais consumidas no mundo todo. E não é para menos, já que os oceanos cobrem grande parte do Planeta Terra, e as atividades pesqueiras representam o sustento de muitas famílias nos mais variados países, além de representar uma grande parte da economia mundial e local de muitas cidades litorâneas.

 

Este tipo de alimento ainda traz alguns benefícios para o ser humano, pois são ricos em Ômega 3, que oferece melhorias no sistema cardiovascular e também nas funções do cérebro, além de cálcio, que auxilia na boa saúde dos ossos, zinco, que ajuda na melhoria da imunidade e do controle da diabetes. Os frutos do mar também são alimentos antioxidantes, que podem auxiliar no combate e prevenção do câncer.

 

Outra vantagem dos frutos do mar é que se preparados em receitas cozidas ou grelhadas, possuem menos calorias do que a carne bovina. As calorias são grandes vilãs para quem pretende emagrecer, já que são basicamente gorduras que ficam alojadas no corpo humano.

Todos os frutos do mar são grandes fontes de proteínas, que ajudam a aumentar a imunidade, regular o metabolismo e também fazem parte da estrutura das fibras musculares, cabelos, ossos, dentes e a pele humana.

 

Conheça quatro países que possuem excelentes pratos típicos preparados com frutos do mar:

Brasil

Vários são os pratos típicos do brasil preparado com frutos do mar. Um dos mais famosos é o bobó de camarão, encontrado na Bahia, e geralmente preparado com abóbora. Outro prato é o sururu, cozinhado com leite de coco e dendê, além bolinho de bacalhau e outros. Mas é no estado de Santa Catarina que se concentram a maior quantidade de frutos do mar, sendo o estado com a principal taxa de exportação de mexilhões de toda américa latina.

 

Outros pratos famosos no país são o Caruru, que é um guisado de quiabo, camarão seco, castanha de caju e amendoim, todos moídos e refogados no azeite de dendê com cebola, alho e outros condimentos, e também a Ostra ao Bafo, que são ostras temperadas com gengibre, mel, limão, tomate, cebola e outros temperos, em uma ostra cozida em água fervente.

 

Cidades mais procuradas para se comer frutos do mar: Salvador, na Bahia, e Florianópolis, em Santa Catarina.

Japão

É comum no Japão comer a comida fresca, isso quer dizer cru ou até mesmo ainda viva.  Sashimi e Sushi são pratos bastante populares por lá, e são feitos a partir de peixes, geralmente salmão, além de outros frutos do mar, como lulas, polvos e algas.

 

O Japão contribui com cerca de 15% com a pesca mundial, e nesse número constam vários frutos do mar, como mariscos, lula, camarão, salmão, atum e etc.

 

Outro prato famoso é o shabu-shabu, uma mistura de massas, vegetais e camarão finamente fatiado, fervidos num molho leve e mergulhados em soja ou molho de soja antes de comer.

Cidade recomendada para se comer frutos do mar: Osaka

Bahamas

O marisco e o caracol do mar são frutos do mar típicos das Bahamas e são servidos crus com suco de limão. Caranguejos e lagostas também são comuns por lá. O Ubarana Rato, uma espécie de peixe, é encontrada em grandes quantidades nas ilhas e é servido cozido com especiarias como aipo, cebolas e tomates. A Bahamas exporta lagostas e alguns tipos de peixes para o mundo.

 

Outro prato famoso das Bahamas é o Mahi Mahi, um peixe de coloração azul que é servido grelhado e acompanhado de cereais. Também pode ser preparado ensopado com aipo, cebola, tomate e outros temperos.

 

Cidades para se comer frutos do mar: Nassau, Freeport.

Noruega

O salmão é o prato mais popular na Noruega, e é preparado de diversas formas, com ovos, sanduíches, curado com sal e açúcar, etc. Durante as festas natalinas, é servido um prato conhecido como lutefisk, que é bacalhau preparado com soda cáustica.

 

O país exporta vários peixes como bacalhau, salmão, badejo e cavala, geralmente em conserva.

 

Outro petisco famoso na Noruega são os sacos de camarão recém pescados acompanhados de cerveja. É possível encontrar esse petisco diferente direto nos portos do país.

Cidade para se comer frutos do mar: Kristiansand.

Tipos de frutos do mar

Diferentes tipos de alimentos apresentam diferentes variações de sabores e ingredientes disponíveis para a alimentação humana, e os frutos do mar possuem uma das maiores dessas variações. Todos os alimentos devem ser comprados e consumidos frescos, mas no caso dos frutos do mar, essa regra deve ser seguida com mais cautela, para evitar grandes chances de contaminação. Conheça os principais tipos:

 

Camarão: Um dos frutos do mar mais famosos e procurados, o camarão contém cálcio, zinco, iodo e vitamina B, porém possui mais malefícios do que benefícios: pode ser alérgico para muitas pessoas, tem um grande teor de colesterol e contém purina, que se transforma em ácido úrico no organismo, um dos principais causadores da gota.

Polvo: É uma ótima fonte de ômega 3, mas também oferece cálcio, potássio, fósforo e selênio, que agem como antioxidantes. É rico em vitaminas A e C. O único malefício é que ele é cheio de colesterol, que pode ajudar a ganhar alguns quilos a mais.

 

Lula: Ajuda na construção de músculos, produção de enzimas e hormônios. Contém zinco, cálcio, vitamina B12 e C, mas pode provocar alergia em algumas pessoas.

 

Marisco: Possuem as vitaminas B1, B2 e B6, além de potássio, zinco e ferro. Os mariscos apresentam o mínimo de gordura possível. É importante lembrar esse crustáceo ingere toxinas e metais pesados que podem ser prejudiciais à saúde humana, então um bom preparo é essencial para evitar complicações.

 

Siri: É uma ótima fonte de vitaminas A, B e C, além de cálcio, zinco e sais minerais. É recomendado para idosos, pois previne doenças nas articulações e ossos. Este fruto do mar não contém contraindicações.

 

Ostra: Possui muito ômega 3, é rica em zinco e ajuda a prevenir doenças cardiovasculares. Também não contém contraindicações.

 

Mexilhões: Eles contêm vitaminas, magnésio, iodo, ferro e ômega 3. Agem como anti-inflamatório, auxilia no controle da hipertensão e ajuda na prevenção de inflamações articulares. Pode causar alergia em algumas pessoas.

Frutos do Mar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *